OPINIÃO | Uma nova página na relação do Governo com Campina Grande

Foto: Divulgação
 

Com informações do jornalista Wallison Bezerra

A presença do Governo do Estado sempre foi uma questão levantada pela oposição e pelos campinenses. Com o rompimento em 2014 entre Ricardo Coutinho (PT), ex-governador da Paraíba, e Cássio Cunha Lima (PSDB), ex-senador da República e até então principal liderança da Rainha da Borborema, eram comuns as queixas de falta de atenção da gestão estadual com a cidade.

E com razão. Até mesmo o apoio mínimo para a realização do Maior São João do Mundo durante o governo Coutinho era de difícil trato.

A decisão do governador João Azevêdo (PSB) em reestabelecer o funcionamento do Escritório de Representação do Governo do Estado no município diz muito sobre a atenção que Campina deve ter e merece. O prédio vai além do que um aglomerado de gabinetes. Estreita caminhos.

Foto: Divulgação

Facilita a vida de paraibanos que precisariam se deslocar até João Pessoa para resolver pendências. Traz para perto dos campinenses homens e mulheres que definem o futuro do estado. O próprio governador afirmou que quer despachar no local, instalado próximo à Antiga Estação Ferroviária e bem perto do Açude Velho.

As agendas de João em Campina mostram a Grande relação que o governo conseguiu construir com a Rainha da Borborema. Uma nova página. É desse livro que os moradores da segunda maior cidade paraibana merecem testemunhar. Não as histórias do passado marcadas por conflitos egoístas.